De fio a pavio

"No fundo o que é enlouquecer? É sair de uma determinada norma, não é? É preciso muita coragem para se ser realmente louco"
António Lobo Antunes

sexta-feira, dezembro 10, 2004

Os ditados portugueses

Os portugueses, sempre sábios, costumam inventar ditados e provérbios para reger praticamente todas as situações das suas vidas. Alguns ditados são incorrectos, outros um completo nosense, mas alguns são bens verdadeiros.

"Não há mal que sempre dure, nem bem que nunca se acabe", ou qualquer do género, pode ser aplicado quase textualmente à minha vida.

Claro que, no meu caso, creio que os momentos maus são em maioria que os bons. Estes, quando existem, são efémeros, esfumam-se rapidamente no tempo. Apesar de encarar com optimismo todas as más fases da minha vida, e em todos os aspectos dela, começa a cansar que o ciclo mau não acabe, apenas seja pintalgado com momentos mais agradáveis.

Creio que o ciclo negativo da minha vida irá acabar um dia. A questão é saber quando...

2 Comments:

Anonymous Anónimo said...

Há-de acabar, há-de. E quando isso acontecer as coisas boas serão as mesmas mas outras e muitas e muito melhores.

Um beijo, paulo a.

11 de dezembro de 2004 às 00:17  
Blogger O Figueiredo said...

Além do que o amigo Paulo disse, acho que importante mesmo para levar os nossos dias avante é aproveitarmos o melhor possível tudo o que de bom se vai passando...até mesmo as coisas mais simples!

13 de dezembro de 2004 às 09:48  

Enviar um comentário

<< Home